»

Diário De Bordo Sobre a Primeira Vez Que Fui Pescar Em Auto Mar

Diário De Bordo Sobre a Primeira Vez Que Fui Pescar Em Auto Mar

Para o primeiro relato aqui no blog, eu passei alguns minutos pensando sobre qual seria o ideal para começar. E dentre as minhas diversas aventuras nessa vida de pescador de primeira viagem, acabei decidindo que a história que iria compartilhar com vocês hoje seria a minha primeira pesca em auto mar.

Portanto, para os que amam pescar em auto mar e adoram recordar dos momentos que lá estão, esse é um relato que você irá gostar muito de ler.

Antes de começar, peço encarecidamente que me ajude a divulgar esse meu humilde blog e assim sendo eu possa alcançar a outros pescadores ou amigos que adoram uma boa história de pescador.

Dito isso, vamos aos fatos que deram origem a minha primeira pesca em auto mar.

Na verdade, não só fora minha primeira pesca em auto mar, como também marcava minha primeira pesca de verdade que não tenha sido em um pesqueiro.

Sim, já faz muito tempo, eu ainda era um garoto quando tive a oportunidade de ir pegar uns peixes espadas em pleno oceano.

A oportunidade se deu devido a uma excursão organizada por um colega de trabalho na época. O destino era Ilha Bela, onde pegaríamos um barco ali e adentraríamos o mar para jogar nossas varas e pegar o máximo de peixes que conseguíssemos.

No dia da excursão, lá estava eu pronto para apreciar minha primeira pesca radical. No caminho fizemos uma parada em um restaurante que servia comida caseira o qual não esqueço até hoje. Fartei-me das mais diversas guloseimas, em especial a feijoada.

Por ser a primeira vez que eu iria pescar em auto mar, muitos que ali estavam acreditavam que eu poderia passar mal, devido ao tanto de feijoada que havia ingerido.

Não só por isso, mas é que por mais divertido que seja, pescar em auto mar com um barco balançando a beça não é para qualquer um. Muitas pessoas não se dão com o balancê do barco e acabam passando mal. Uma vez que você passe mal, o resto da pesca se torna insuportável e até mesmo traumatizante para muitos.

Então, aliando isso ao fato de eu ter me fartado em demasia com uma comida pesada, logo meus colegas estavam crentes que eu passaria mal, principalmente por ser um marinheiro de primeira viagem.

Mas para a surpresa deles e até para a minha, minha pesca em auto mar foi um sucesso. Pelo menos no que diz respeito a não passar mal.

Agora vamos falar um pouco sobre a pesca em si, o resultado e se me dei bem como um pescador de peixe espada.

Certo, agora é o momento de fazer o título desse blog entrar em cena e contar aqui uma verdadeira história de pecador hehe. Mas fique tranquilo, não aumentarei os fatos o mantendo fiel ao que de fato ocorreu.

Peguei cerca de 8 peixes espadas e uma enguia. Para mim foi ótimo, já que era a minha primeira vez. Outros mais experientes, voltaram da pesca com cerca de 20 a 30 peixes.

Mas é lógico que isso para mim fora o menos importante. O que valeu mesmo a pena foi a vagem em si. Se você gosta de pescar, mas nunca teve a oportunidade de ir em auto mar, sugiro que quando tiver a chance que vá.

É simplesmente sensacional e uma aventura que se guarda para a vida inteira. Depois dessa minha primeira vez, praticamente todo ano volto lá.

O Aparecimento da baleia na madrugada

O Aparecimento da baleia na madrugada

Uma das melhores partes da viagem eu ainda não relatei. No meio da madrugada, por volta de 2 a 3 da manhã, a tripulação se depara com uma enorme baleia passando perto do nosso barco e jorrando água para cima.

O que poderia ser algo assustador por haver uma pequena possibilidade dela se dirigir para nosso lado e o barco se virar, para mim fora simplesmente um fato marcante e emblemático.

Toda vez que conto para as pessoas sobre essa minha pescaria em auto mar e falo sobre o momento da baleia, muitos logo falam se tratar de mais uma história de pescador. Mas eu estava lá, e posso afirmar que foi real e empolgante.

Aqui encerro esse meu Diário de bordo relatando minha primeira pescaria em auto mar. Espero que tenham gostado e nos vemos em um próximo post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>